Quarto pra quatro

April 22, 2010

Estou começando esses deseinhos maizomenos da república. Não sei usar cor nenhuma; acho que vou escolher três e só viver delas até o fim. A idéia é ter material o bastante pra poder apresentar um jogo daqui a um mês, convidar uma equipe e ver se topam produzir duas “fases”. Até lá, o que garante as compras da casa é trabalhar uma vez no bar da rave, a serviço de todos os fritantes sedentos e sarados gente-boa; eu até que gosto de vocês. Chegar em casa e viver uns dias de passarinho, acordar às seis só pra ver as plantas e voltar a dormir; comer um bando de salada, receber notícias do mundo lá fora pelo correio – barato é comer batata e tomar caipirinha, abriu a ducentézima pizzaria da cidade, houve guerra em Palermo (há mais de dez anos).

Tocam Santigold e Patty Smith, ando folheando os outros cartões do Kandinsky enquanto o google mostra quantos jogos já foram feitos em perspectiva isométrica. Desenhei a planta do lugar, muito corretamente, apliquei ângulo, diminuí as paredes pra que os objetos aparecessem. Ficou reto, e com tudo que era importante escondido embaixo dessas superfícies sólidas (e retas). O segundo e terceiros desenho foram de cor, como se lembra pelo músculo. Fiquei mais satisfeita. Ignorando as cores, ainda.

cozinha da rep

Acho que não dormi direito, ouvi todos os despertadores ainda acordada, contei 8 idas e voltas do guarda noturno. Parece que o lugar está vazio, olho pro lado e revejo Van Gogh.

quarto da rep

Uma versão estendida da mesmíssima coisa.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: