Zequinha não sabe falar

June 17, 2009

zequinha

Outra experiência em aquarela pra um trabalho sobre Direito do Consumidor.

Zequinha é o personagem principal, e começa a história não tão feliz assim porque o liquidificador que deu pra mãe quebrou, a loja não se responsabiliza. É legal essa coisa toda de tentar atingir outro público quando a maioria dos adultos se acostumou com um tipo de comportamento e (geralmente) desconhece a legislação pra esse tipo de coisa. Mas a tentativa quase vai pro saco, já que os autores se acostumaram com o tipo de comportamento que acham que as crianças tem. O texto segue com “Entendeu, Zequinha? – Acho que sim, amigo..” e “…assim as crianças e os adolescentes podem criar uma nova sociedade, que seja mais informada e saiba fazer valer…” além de terem esse hábito estranho de se chamarem pelos nomes o tempo todo.

Eu ilustro e tento fazer um bom trabalho quando me meto a diagramar as coisas que outras pessoas escrevem. Mas por que sempre vejo coisas que escritas são pouco razoáveis – ou em outros casos gramaticalmente pobres/incorretas – vindo de gente que está com uma Iniciação Científica legal e de cursos onde Língua Portuguesa ainda é parte do currículo? Do design, ela foi embora até mesmo antes do que a Matemática.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: